Pesquisar este blog

Translate

28.12.16

5 razões para entender por que a Princesa Leia é um ícone pop

Princesa Leia é uma das estátuas de cera do Museu Madame Tussaud, em Londres. O penteado de Leia, os vestidos, seu comportamento e a relação com Han Solo tornaram o personagem emblemático.
Leia Organa, filha de Darth Vader, irmã de Luke Skywalker, mãe de Kylo Ren, princesa do planeta Alderaan, membro do Senado Imperial, espiã da Aliança Rebelde e general da Resistência.
A mítica personagem da saga Guerra nas Estrelas, interpretada por Carrie Fisher -- que morreu na terça-feira (27) aos 60 anos -- é um ícone do cinema mundial.
Já no primeiro filme da série, Guerra nas Estrelas, de 1977, Carrie Fisher, então com 19 anos, marcava as telas - e o imaginário de toda uma geração - como a princesa guerreira com seus penteados exóticos e um comportamento que rompia com os padrões das princesas do cinema da época.
Também ficou na memória a cena em que a atriz usa um biquíni metálico, característico da cultura pop do fim dos anos 70 e início dos 80. Veja abaixo cinco motivos que explicam por que o personagem conquistou o status de ícone pop.

1- A princesa general
No primeiro filme da saga Guerra nas Estrelas, antes de ser capturada por Darth Vader, Leia esconde os planos da Estrela da Morte no robô R2-D2. Assim começa a aventura em que os rebeldes tentarão destruir a poderosa arma que pode acabar com planetas inteiros.
Da primeira à última participação, Leia não se comporta como a princesa que espera ser resgatada. Ao contrário. Seu papel era ativo, com autonomia e sentido político.
Ao saber da morte de Fisher, o criador de Guerra nas Estrelas, George Lucas, disse que a Leia de Fisher era uma "princesa poderosa, lutadora, sábia e cheia de esperança".
"Era um papel mais difícil de interpretar do que a maioria das pessoas pode imaginar", disse Lucas. Na década de 1970 era difícil encontrar heroínas nos filmes de Hollywood.
Em uma entrevista ao programa Nationwide da BBC, em 1977, Carrie Fisher disse: "Lucas não queria mais um estereótipo de princesa, alguém assustada, esperando por socorro". "Ele queria uma guerreira, uma princesa independente".
Além disso, o cabelo preso e os vestidos longos contrastavam com a maior parte dos ícones femininos da ficção científica que - na época e ainda hoje - geralmente usam os cabelos longos e soltos, roupas diminutas e justas.
Em "Star Wars: O Despertar da Força", sétimo episódio da saga, Leia já não usa o título de princesa e quase todos a chamam pela sua patente de general da Resistência.

2- O penteado
Todo ícone do cinema deve ter elementos inconfundíveis: o penteado da Princesa Leia é um destes. Ninguém achou os coques laterais ridículos. Na verdade, os fãs adoraram o cabelo de Carrie Fisher.
Fãs de todo o mundo usam as roupas e penteados dos personagens de 'Guerra nas Estrelas' em convenções e pré-estreias dos filmes.
O penteado tem sido imitado pelos fãs da saga nas pré-estreias dos filmes em todo o mundo. Leia usou diferentes penteados na série de filmes, mas o mais emblemático ainda são os coques que cobrem as orelhas.

3- "Te amo" / "Eu sei"
A relação de indiferença/amor entre a Princesa Leia e o ex-contrabandista Han Solo, interpretado por Harrison Ford, é uma das tramas paralelas da saga Guerra nas Estrelas.
Entre encontros e desencontros, há um diálogo que os eternizou como casal durante toda a série de filmes.
Em "O Império contra-ataca", Han Solo está a prestes a ser congelado em carbonita, quando Leia diz: "Te amo". "Eu sei", responde ele antes de, em seguida, ser congelado.
Diz a lenda que Harrison Ford argumentou que um ex-contrabandista como Han Solo jamais responderia com um "eu também te amo". E assim o ator conseguiu mudar a resposta à Princesa Leia para um simples "eu sei".
Mas o auge do romance entre os personagens acontece no filme seguinte: "O Retorno de Jedi". Com o destino da galáxia definido, desta vez é Han Solo que declara seu amor. Leia paga na mesma moeda e responde: "Eu sei".

4- O biquíni metálico
Há um momento em que Leia aparece bem diferente da princesa que usa vestidos longos e largos nas cenas de ação. É em "O Retorno de Jedi", de 1983. Trata-se do famoso biquíni metálico que Leia - presa a uma coleira - usa quando aparece como prisioneira de Jabba, um alienígena que tem a forma de um grande verme gordo.
O reluzente biquíni, bastante sexy - diga-se -, rapidamente se tornou mais uma das imagens icônicas da Princesa Leia, embora tenha aparecido em apenas duas cenas.
O biquíni foi copiado em dezenas de séries de TV e até hoje reaparece com as fãs em convenções sobre Guerra nas Estrelas e ficção científica. A cena em que Leia é capturada por Jabba também está reproduzida no museu de cera Madame Tussaud, em Londres. O biquíni dourado causou controvérsia.
Ainda hoje é possível comprar o biquíni metálico de Leia pela internet. Mas muita gente critica a cena em que Leia aparece presa e de biquíni por considerá-la sexista.
No ano de estreia do filme, Carrie Fisher disse que interpretava uma Leia "mais feminina, mais solidária e mais carinhosa" e que o uso do buquíni seria uma maneira de mostrar isso. No entanto, nos últimos anos a atriz rejeitou as cenas com o traje e sugeriu às futuras atrizes que não cedessem à pressão para usar roupas curtas e justas.

5- O culto a 'Guerra nas Estrelas'
Finalmente, é importante lembrar que Leia Organa é um personagem que se beneficiou do grande culto criado em torno de tudo o que se relaciona com a saga Guerra nas Estrelas. A série de filmes atrai fãs e colecionadores em todo o mundo - há até quem siga a "religião" Jedi - e faturou milhões de dólares de bilheteria.
Todas estas características confirmam que a filha de Darth Vader, irmã de Luke Skywalker, espiã da Aliança Rebelde e general da Resistência, foi uma personagem com lugar de destaque na cultura pop das últimas quatro décadas.
Crônicas de um Velho Jovem

14.12.16

5 Exercícios que vão Transformar seu corpo em Apenas 4 semanas!

A alimentação saudável e uma rotina de exercícios garantem o boa aparência física.
Depois da geração “Coca-cola”, aquela que mergulhava de cabeça nos fast-foods e enlatados, as pessoas começaram a se importar mais com uma vida fitness.
Isso não foi por acaso.
O número de doenças como diabetes, hipertensão e câncer aumentou bastante depois que a má alimentação e o sedentarismo se tornaram comuns.

Para evitar ser mais um nessa preocupante estatística, muita gente investe em academia, equipamentos especiais e suplementos.
Uma ideia que geralmente sai muito cara.
A boa notícia é que você pode fazer exercícios bem simples na sua própria casa, sem a necessidade de comprar alguma máquina, como esteira ou bicicleta.

Quanto à alimentação, o segredo é consumir alimentos naturais, muitos vegetais e beber bastante água.
Com a lista de atividades que trouxemos, você pode perder peso em apenas quatro semanas.

Veja:


  1. Prancha
    Este exercício estático ajuda a fortalecer a musculatura do abdome e dos ombros.
    Basta deitar no chão com a barriga para baixo, dobrar os cotovelos na posição de 90 graus, com as mãos e os antebraços apoiados.

    Tire todo o corpo do chão, mantendo-o em linha reta da cabeça aos pés.
    Segure nesta posição quanto tempo puder.

  2. Flexão
    Este exercício é popularmente conhecido como “marinheiro”.
    Fique na posição de prancha, mas se prepare para empurrar o chão, de maneira que aproxime e afaste o corpo do solo.

    Certifique-se de que suas pernas, costas e bumbum estão retos.
    Repita o movimento quantas vezes puder.

  3. Agachamento
    Este exercício define e fortalece a musculatura das pernas e do bumbum, além de ajudar a queimar gorduras.
    Deixe os pés na largura dos ombros ou um pouco mais afastados.

    Estenda os braços para frente e agache, mantendo o corpo sempre reto.
    Durante o agachamento, sua coxa deve ficar o mais próximo do chão possível.

  4. Bird-dog
    Este é um exercício bem parecido com a prancha.
    A diferença está apenas na posição das mãos e dos joelhos.

    Você deve esticar a perna do lado esquerdo, enquanto estica o braço do lado direito, de maneira que fiquem ambos retos.
    Segure nessa posição, depois inverta o lado.
    Este exercício é muito bom para queimar a gordura e fortalecer a parte inferior das costas

  5. Quadril levantado
    Este exercício é perfeito para o bumbum e abdome, costas e coxas.
    Deite-se de costas para o chão com os joelhos dobrados e os pés apoiados.

    Estenda os braços para os lados, formando um ângulo de 45 graus.
    Feito isso, levante o quadril em direção ao teto, o mais alto possível – não deixe de inclinar sua pélvis e apertar os glúteos.
    Em seguida, abaixe.
    Repita o movimento várias vezes.

Para saber quanto tempo deve realizar cada atividade, siga as instruções abaixo1ª e 3ª semana:


  • 1 minuto de prancha

  • 1 minuto de flexões

  • 2 minutos de agachamento

  • 1 minuto de bird-dog

  • 1 minuto de quadril levantado

  • 1 minuto de prancha

  • 1 minuto de flexões

  • 2 minutos de agachamento

Observação: Descanse 10 segundos entre cada exercício.

2ª e 4ª semana:


  • 3 minutos da prancha;

  • 3 minutos de bird-dog

  • 3 minutos de agachamento

  • 1 minuto de flexões

Observação: descanse por 15 segundos entre cada exercício.
Faça estes exercícios seis vezes por semana, com um dia de descanso.

IMPORTANTE!

Pessoas comproblema na coluna, hipertensas e cardiopatas só devem fazer estes exercícios com autorizacão médica.
Crônicas de um Velho Jovem

12.12.16

O som do Silêncio

O Som do Silêncio

O som do silencio,
É o que não quero ouvir,
É esta noite fria,
Que eu quero evitar
É o sentimento exposto
Quando o sol vem me queimar


Por que viver sorrindo,
Quando sinto que não estás
Por que eu quero os mares,
Se meu barco se afundará
Por que seguir vivendo
Se longe Tu estás.


Minhas forças se esgotam,
Meu amanhecer está prestes a começar
Outro dia em silêncio
É o que acontecerá
Passam os minutos
Na minha solidão escura
Solidão que se alimenta
Do silêncio da Tua boca
Essa boca que sorri,
Pronunciando assim o meu nome
O nome que Tu me destes,
Dizendo que sim meu amor
O meu amor em Ti espera
E sempre esperará
É Teu amor que me condena
A esta liberdade eterna
Mesmo que se gastem mil silêncios


Cedo sei que me falarás...
Cedo sei que me falarás...


O som do silêncio,
Onde se ouvirá
O sussurro do meu canto
E o grito do meu apelo
É o chamado da minha alma
Pedindo a Tua liberdade
Quero seguir rindo,
Ainda que o pranto aqui está,
Ainda que o navio se afunde comigo,
Eu sei que posso nadar...
O fluxo deste rio
Ao Teu amor me levará.


Tu és minha fortaleza,
Meu escudo e minha lança
És tudo o que tenho,
Quando sinto que não estás
Tu És minha companhia
Nesta solidão escura
Solidão que se alimenta
Do silêncio da Tua boca,
Essa boca que sorri, pronunciando meu nome
Aquele nome que me destes,
Dizendo sim meu amor
O amor que em Ti espera
E sempre esperará,
É Teu amor que me condena
A esta liberdade eterna
Mesmo que se gastem mil silêncios


Cedo sei que me falarás...
Cedo sei que me falarás...


Volta, volta ao momento
Para ouvir no teu silêncio
Volta, volta ao momento
Para ouvir no teu silêncio


Solidão que se alimenta
Do silêncio da Tua boca,
Essa boca que sorri,
Pronunciando assim meu nome
Aquele nome que me deste,
Dizendo sim meu amor
O amor que em Ti espera
E sempre esperará,
É Teu amor que me condena
A esta liberdade eterna
Mesmo que se gastem mil silêncios


Cedo sei que me falarás...
Cedo sei que me falarás..



Crônicas de um Velho Jovem

Postagem em destaque

Atitude racista afasta William Waack

William Waack Um vídeo que circulou nas redes socais nesta quarta-feira em que o apresentador William Waack, do Jornal da Globo, aparece...