Pesquisar este blog

Translate

28.2.17

Felipe camargo Vencedor do Ultimate beastmaster !!!!


Fiz um post contando sobre a primeira série de esporte exclusiva do Netflix, e quem é o vencedor???
O Brasileiro Felipe Camargo!!! Entre tantos sarados o nosso magrelo se deu bem!!!






Já virei fã do rapaz!!!


O alpinista brasileiro Felipe Camargo , nascido em 1991, ganhou entre 108 adversários do Brasil, EUA, México, Japão, Coréia e Alemanha, a Netflix final Beastmaster , corrida de obstáculos, com a participação dos melhores atletas americanos e cinco outras nações . Camargo foi premiado com um prêmio de 50 mil dólares.

No reality show do Netflix alguns dos melhores atletas do mundo são colocados à prova em uma pista de obstáculos idealizada para ser a mais difícil de todos os tempos, considerando outras atrações que já passaram.

"Eu ganhei o show e a final foi com um ex-campeão do mundo de escalada do gelo coreano !!"

Em 2007, aos 16 anos, o brasileiro estava na 27ª posição no Campeão do Mundo escalada.

Ops meu post sobre desta série abaixo!!! Abraços
>>>


Comecei a assistir um reality show original da netflix, que esta rolando atualmente. Produzido por Sylvester Stallone. O nome é Ultimate Beastmaster. Pela tradução literal ser bem estranha o nome Beast master fica mais adequado. O Reality é bem interessante, pois envolve países onde escolhem representantes para disputar um game que lembra bem jogos de ação do vídeo game. Lembra também os realitys tipo o extinto No limite que passava na Globo.
Mas o que é mais interessante é sem dúvida o envolver países e seus representantes. Inclua aí o Brasil \o/. Torna a 'bagaça' bem original. A apresentação Brasileira  ficou a cargo do antigo CQC Rafinha e o quarentão Anderson Silva.


O primeiro episódio que assisti, quem Ganhou foi um Coreano especialista em Escalada no Gelo.

Neste episódio teve dois Brasileiros, uma Cabeleireira, e um instrutor de Parkour. ou seja. bem diversificado. Vale a pena a Maratona, pois esta disponível a primeira temporada no Netflix. Abaixo minha pesquisa habitual. Atualizando o post conforme for assistindo.

Conforme prometido maratona rolando e no sétimo episódio o Brasileiro Alpinista chega e consegue ser o único a vencer a final da fase do ultimate beastmaster. Então se você de curioso chegou aqui e tem netflix. Assista o sétimo capítulo e veja o brasileiro ganhando da gringarada... veja no facebook o Cara!!! 
https://www.facebook.com/felipecamargopage/videos/980630038738314/


Minhas considerações: Já há tempos o Youtube vem tomando conta do entretenimento das pessoas. E o Netflix vem com esta mesma levada. Hoje o imediatismo e a falta de tempo, faz com que as pessoas queiram assistir tudo de uma vez no seu tempo o que lhe convêm. E vale até para Reality Show. A televisão cada dia perdendo espaço para esta nova interação. Que diga-se de passagem é a minha favorita. Sobre o Reality, Gostei, cenários ben Hi-tech e o Senhor Sylvester dá um chamarisco a mais para a atração. E ver outros apresentadores todos interagindo ao mesmo tempo, ficou bem legal... Confuso? Só assistindo mesmo pra entender...

A Netflix divulgou nesta segunda-feira o primeiro trailer de sua nova produção: com produção de Sylvester Stallone, Ultimate beastmaster é o primeiro reality show feito exclusivamente para o serviço de streaming.
O programa será uma competição esportiva – nos moldes das disputas de "homem mais forte do mundo" – gravada com 108 competidores em seis países: Brasil, Estados Unidos, Coreia do Sul, México, Alemanha e Japão, cada um com 18 participantes.
Ultimate beastmaster, que tem estreia marcada para 24 de fevereiro do ano que vem, terá 10 episódios de uma hora, em que dois competidores de cada país terão que enfrentar um percurso de provas de força apelidado de "A besta".
Cada país participante terá apresentadores locais. Os segmentos gravados no Brasil serão comandados pelo humorista Rafinha Bastos e pelo lutador de UFC Anderson Silva.
Netflix divulgou o primeiro teaser de Ultimate Beastmaster, reality show produzido por Sylvester Stallone
Ultimate Beastmaster colocará candidatos de diversos países, incluindo o Brasil, competindo em árduas provas físicas. Ao final da primeira fase, nove finalistas disputarão entre si o título de “Ultimate Beastmaster”. Cada episódio será situado em um país e contará com apresentadores próprios. No Brasil, quem fica a cargo do comando das provas é o lutador de MMA Anderson Silva e o comediante Rafinha Bastos.
Além dos EUA e Brasil, a primeira temporada mostrará provas em países como Coreia do Sul, Alemanha, México e Japão.
O programa estreia em 24 de fevereiro fonte 

Crônicas de um Velho Jovem

27.2.17

30 Descobrindo o segredo

    
Capítulo 30
Descobrindo o segredo
O que me ocorreu ontem me deixou com a orelha em pé, o desconfiômetro ligou e não desliga mais. -O que será que o meu Andrezinho esta aprontando naquele celular? E ele nunca, sério mesmo, nunca colocou senha no bendito. O que ele está escondendo de mim?
-Filha, o que você tanto pensa? E a comida não descia, por mais gostosa que fosse as refeiçoes da minha mãe, tomei meu suco, peguei o celular e disse para a mãe.
-Nada mãe, vou ligar para a Lara. Quando liguei, já no quarto, recebi a notícia que ela tinha sido transferida, conversei um bom tempo com a atendente que disse a cidade, lembrei que era a cidade que uma vez passei as férias com a Lara, sim, lembro bem, ela tem uma tia naquela cidade. A moça que me atendeu pelo telefone, disse que ela esta bem, somente esta passando uma especie de crise nervosa. Liguei para a Neide, ela disse que estavam todos bem que assim que chegasse na capital iria conversar comigo. Aquele sentimento de culpa já estava saindo de mim, observei que uma hora ou outra a Lara teria que ser sincera e contar o que realmente acontecia com ela.
-O que me intriga mesmo é: -O que será que o André esconde naquele celular boa coisa não é:
-Filha, o que esta acontecendo com você anda tão distraída pensando longe. Olhei para a minha mãe, estava desesperada queria contar o que aconteceu comigo ontem, a história da Lara achei por bem não contar, mas essa nova do André não aguentava precisava contar para alguém, pensar no que fazer, na realidade já estava até idealizando um modo de descobrir a senha, que era uns rabiscos no celular, sabe aquela de unir os pontinhos? pois é era desta senha que eu teria de descobrir.
-Mãe, posso te contar um segredo, mas por o que é de mais sagrado não conte a ninguém.
Brilhou os olhos da minha mãe, tal qual um pirulito a uma criancinha.
-Aí, filha você faz um mal juízo de mim, claro que não conto pra ninguém. É com a Lara? Pois eu...
-Não mãe, é comigo mesmo, e com o André.
-Conte filha, sou sua mãe, se isto esta incomodando você é porque tem algo de errado, e se de algum modo eu puder ajudar. E contei todos os pormenores, tudinho a risada, o jeito que ele olhava o celular, a maneira que disfarçou ao eu entrar na sala, e principalmente o nervoso dele ao saber que tinha esquecido o celular no sofá, contei que eu provoquei ele de esquecer.
-Sabe o que deve ser isto filha? Guampa... este rapaz esta te colocando um par de guampa na cabeça... Que coisa antiquada, mas ja tinha ouvido falar ela estava querendo dizer que ele estava me traindo e escondendo a dita, por mensagens , e por isto eu não poderia ler e ver seu celular.
Tem sentido mãe, tem sentido. -Claro que tem filha e agora que já descobriu, não conte nem deixe ele descobrir que você desconfia, senão ele termina e exclui tudo o que liga a essa (...) -Pare mãe de falar essas coisas, é só um desconfiança, pode não ser nada.
-Desconfiança? Não criei filha para ser uma Guampuda. Quando ela disse isto eu estava tomando água, que a mãe trouxe pra mim, acabei sem querer cuspindo pro alto. Quam-pu-da? Que horror.
-É o que você esta se tornando menina reaja. Já estava arrependida de contar para ela. Menina é bom saber essas coisas agora, se for verdade você larga deste esquece ele e busca um varão que te respeite e te ame de verdade.
Quando ela disse assim o sangue subiu estava bem nervosa, tomei toda a água e disse: -Mas mãe o André, sempre foi um cavalheiro comigo nunca fez nada que me desapontasse, e a minha mãe só colocava fogo: -Este são os piores os dissimulados. Fui conversando e conversando, e contei o que queria fazer. Era simples iria colocar uma câmera de fotos, com filmadora, e iria regular para ficar bem no angulo do sofá, pra falar a verdade estava tão paranoica com a ideia que fiz vários testes, e vi que era possível, assistir a filmagem e ver a digitação do código. Minha mãe falou: -Ótima ideia, mas tem que ser super discreta, se ele esta desconfiado vai ficar mais atento.
-É aí que a senhora entra na história. -Eu filha?, sim mãe vou convidar ele hoje. Não gosto de ficar na dúvida, vou convidar o André para assistir outro filme e conversar com ele, vou dar um jeito de retirar o celular do bolso dele. E a senhora chama ele na cozinha pede ajuda, inventa qualquer coisa, a encanação da pia, não ta legal né? -É mas ela não esta tão ruim assim. As duas foram na cozinha e a Lorena abriu a porta da pia olhou e deu umas duas mexidas e disse: -Agora esta precisando dos consertos do Senhor André.
Já de noite, estavam os dois na sala, Lorena conversava meio sem graça, a desconfiança corroía seus pensamentos, voltas e meia ela pegava nas mãos do seu noivo e perguntava. -Você me ama? Quer realmente casar comigo? E ele olhava estranhando a pergunta e dizia: -É claro que eu te amo, você é a minha vida.
Lorena fez que precisava ir buscar o DVD para o filme e disse: -A vou trocar essa roupa vou demorar um pouquinho, você não se importa de esperar aqui não é. Já estava gravando na estante bem enquadrado no sofá a tal filmadora Lorena precisava ser rápida, e torcer para André entrar no celular. E assim que voltou, só queria ver tal filmagem E veio a mãe da Lorena e disse: -André você poderia ajudar com uns pregadores de roupa, esta muito alto no armário da cozinha e esqueci onde esta a escada. e morro de medo de subir em cadeiras, uma vez cai feio sabia? Lorena se levantou e disse: -Me dá um abraço gosto de sentir-me protegida, e abraçava o seu noivo que retribuía, a mãe da Lorena apareceu na porta, Lorena piscava consentindo, certeza já ter tirado o celular do bolso. E o celular caía no sofá. André ficou meio que sem reação, ou atendia a mãe da Lorena de imediato ou atendia sua noiva, isto o distraiu bastante, André por fim respondeu a mãe da Lorena:-Sim, claro e foi. Lorena correu e viu o vídeo no banheiro por sorte, o bendito realmente foi direto para o celular, mexeu parecia que foi num joguinho, Lorena repassou umas três vezes, em câmera lenta, e decorou que fofo era um L e um A sem o corte do meio do A.E veio o André reclamando. -Sua mãe é muito medrosa, era bem baixinho, era só usar a cadeira. E a Lorena ria dizendo. A ela faz isto pra chamar sua atenção quer conversar com você. E o André respondeu: -Quer mesmo, fica perguntando se eu sei o que esta acontecendo com a Lara, vou saber? A amiga é sua não é... E Lorena sentia mais ironia no jeito dele falar que a fez perguntar. -Você sabe de alguma coisa da Lara que eu não sei? Ontem você falou estranho, e hoje de novo, você sabe de algo.-Só sei o que você me contou que ela esta internada com anemia não é?É. Falou Lorena desconversando começaram a assistir o filme lorena, só esperava a mãe dela fazer um aceno pra informar que estava tudo pronto.-Aí, corram aqui, esta alagando a cozinha! E a pia transbordava, estava entupida e a mãe da Lorena incrementou com uma torneira estragada. Que fez o pobre André se molhar todo. A mãe da Lorena já tomando as dores adiantado falava baixinho. -Bem feito.E o rapaz fuçava e fuçava, e disse preciso disto, e vinha a mãe com a fita isolante veda rosca, trouxe até outra torneira, feito todos os arranjos a Lorena apareceu na porta. A mãe dela ironicamente falou. -Bonita é nós aqui alagando a casa e você some nem para ajudar. Lorena viu que o noivo molhou a camiseta, foi no quarto e buscou uma camiseta enorme que ganhara numa promoção de uma loja, e disse: -André é melhor trocar, vai que pega uma pneumonia com o corpo molhado. -Não precisa amor. E disse Lorena, precisa sim. Vai trocar, agora meia brava. E a mãe da Lorena não aguentava queria de todos os modos saber das novidades. E o André indo com a camisa trocar e a mãe veio bem pertinho da Lorena e disse: -E aí filha quais são as novidades. E ela bem baixinho respondia. Deixe eu despedir-me dele, que te conto. Mas te garanto, me decepcionei com o André.

O livro completo encontra-se no Wattpad

Filhinho eu te amo

23.2.17

29 Ajuda

    
Capítulo 29
Ajuda
Sou o pastor da minha igreja e já são 15 anos cuidando com amor e carinho, nela, minha filha cresceu, nela criei vínculos de amizades e todos conhecem minha vida e sou muito bem visto nela.
Minha filha é a regente do grupo de jovens, e agora também passa mensagem, minha esposa ajuda e muito as irmãs do circulo de oração. Estou dividido entre duas notícias que fizeram meu cotidiano certinho mudar totalmente.
-Minha filha esta grávida, e o seu namorado largou dela, e para piorar esta internada neste hospital com uma crise nervosa que pode acarretar na perda da criança que ainda se forma no seu ventre.
-Meu conselheiro trouxe ontem o tão sonhado formulário para eu preencher, onde a ultima questão, pos em questão diversos valores que tive que colocar em xeque e tomar uma decisão.
-Sou um pastor, um conselheiro, uma pessoa que deve ser serena e calma e ajudar as ovelhas que tanto precisam. Mas quando quem precisa de ajuda sou eu? Minha família com esta notícia da Lara estar grávida, muitas coisas irão mudar como será o nosso futuro?
-Sempre disse as moças e aos moços que devem se guardar até casar-se e aí então ter a relação intima como a Bíblia nos ensina. E a minha filha, a pessoa que mais precisava estar atento, sim, com ela ocorreu, e ela esta grávida...
Mas é uma vida, e ela esta do outro lado desta porta, já estamos na cidade onde mora minha irmã, ela já esta acomodada, e esperando para ter uma conversa com uma psicologa aqui deste hospital.
-Amor, a psicologa quer conversar com nós dois, disse minha amada Neide. Psicologa?
E apareceu a mulher muito bem vestida, com um semblante de estudiosa me analisou dos pés a cabeça, deu uma olhada sem graça para a minha esposa, e disse:
-Vamos a minha sala precisamos conversar, sua filha já esta sedada por muito tempo, e pararam de aplicar os medicamentos nela, ela já esta voltando a sua lucidez normal e para isto precisamos colocar os pontos em ordem, minha especialidade é conflito familiar.
E acompanhava-nos pelos corredores estreitos daquele hospital modelo, o silencio prevalecia, via-se uma enfermeira aqui, e uma camareira ali, tudo silenciosamente.
-Nosso hospital é especializado em tratamentos como o da Lara, que sofre de um trauma psicossomático que esta acarretando ao organismo dela a rejeição e o aborto expontaneo. Sentem.
Ficamos sentados ela na frente da sua mesa, eu e a Neide olhava-nos a ela, ela sorriu e voltou a ficar séria, colocou os braços afim de apoiar o queixo e olhava e não falava nada.
-Gostaria de ajudar, o caso da sua filha é grave, e a minha responsabilidade é preservar a vida, tanto a dela quanto do neto de vocês dois.
-Parabéns vocês vão ser avós! Já pararam para observar isto? Ela fazia perguntas afim de provocar em nós reações cuja qual ela iria trabalhar, já imaginara.Ela era uma psicologa.
-Sim.
-Sim, que resposta conservadora pastor, como você se sente em saber que a sua filha esta grávida e é solteira? E sem namorado, isto te constrange de algum modo. Sei que você sabe argumentar muito bem pois é um pastor, mas preciso ser rápido com vocês dois pois terei que conversar com a sua filha essa sim precisa de cuidados especiais, vocês dois algumas readequações para respeitar a doença que acarretou a sua filha esse estado crítico de saúde.
Realmente ela me desarmou, senti um calafrio, minha esposa Neide olhou e chorou.
-Doutora ajude minha filhinha eu amo ela e precisamos da sua ajuda.
A psicologa olhava com um olhar incisivo parecia querer ler meus pensamentos não sabia o que responder, só pensava no formulário e no que assinei.
-Como você trata a sua filha pastor? -Com amor e carinho psicologa. E se ela errar você vai condenar ela? -Não eu não condeno ninguém, -Desculpe deixe eu reformular, você irá criticar ela? Sim, criticarei sou pai, ela é uma membra da igreja também sofrerá punições é assim que deve ser.
-Chegamos ao ponto importante a ser tratado.disse a psicologa.
Ela errou, sei e conheço os preceitos Cristãos, mas ela esta sofrendo e este sofrimento é interior e acarretou no trauma que a fez ficar sedada ali ao lado. -Antes de qualquer coisa duas pessoas estão ali dentro, sua filha e o seu neto. Seja o bom pastor com ela daqui pra frente!
E observei que você assusta sua filha, sua rigidez faz dela uma frágil pessoa ainda mais quando grávida que os hormônios e as emoções faz de nós mulheres mais vulneráveis, seja amoroso com ela o que quer que tenha que fazer com ela, nesta vida social que vocês vivem, seja ameno, seja um bom pastor, a ovelha é a sua filha.
E a luz tocava, ela atendeu o telefone.
-É a sua filha esta voltando, vou ter uma longa conversa, fazer ela voltar as suas emoções peço para já agilizarem o lugar onde ela irá ficar pois o caso dela não é de ficar internada, é de ser compreendida.
-Vou conversar com ela, logo após vocês dois, vou ter que mediar a conversa, pois o quadro que foi relatado é que a mesma estava apavorada, o pavor agrava, estou aqui para tranquilizar e retornar a vida sua frágil filha então quando chamar vocês dois já estão avisados.
Levantou-se aquela psicologa, severa e grossa, mas senti nela confiança, era um conselheiro que agora precisava de conselhos, e Deus capacitou essa moça para ajudar-nos que Deus guie ela.
***
-Esta moça esta sofrendo e precisa de cuidados e atenção, duas vidas estão em jogo, não disse ao pastor mas sou uma psicologa cristã, fui escalada por conta da particuliaridade do caso, mas valores a parte, não se pode pressionar uma pessoa a ponto dela querer se auto destruir, estudei para apaziguar esses mundos conturbados, a menina terá vários desafios, estou aqui para ajudar.
Abro a porta e ela abre aos poucos os olhos, olha e fala:-Mãe, por favor, me perdoooa.
-Calma Lara, não sou sua mãe você esta no hospital, estou aqui para ajudar você e o seu filhinho querida.
-Meu filhinho, Glória a Deus, ele esta aqui dentro de mim?
-Sim linda, você é mamãe, ele esta crescendo aí dentro flor.
-É, e aquele sangue? senti sangue nas minhas pernas, senti que meu filhinho estava indo embora.
-Não amor, foi só um susto já passou, ele esta aí dentro.
-Posso tocar no seu ventre? Poodê..quem é você?
-Sou uma doutora, na verdade minha especialidade é psicologia e cuido de doenças psicossomáticas.
-Psico o que? pode me dar um pouco de água estou com sede.
-Posso sim, você esta bem, esta descansando, essa sede é natural, mas terá que tomar só um pouco de água, senão você pode vomitar. E sabe né menina qualquer esforço abdominal não é bom você esta se recuperando.
Depois de molhar a boca Lara fala: -Meu pai esta aqui também?
-Sim ele esta do outro lado, em uma sala de espera, sua mãe, e parece que uma tia sua também esta vindo aqui.
-Como?
-A desculpe, você esta em uma cidade do interior, foi transferida pois sua gravidez precisa de cuidados especiais de agora em diante, e este hospital é modelo para o seu caso. Você quer conversar com seus pais? Ou quer descansar?
-Eu não quero conversar com meu pai tenho medo, ele vai ficar muito bravo comigo. Fiz algo errado.
-Errado? A sim, você é evangélica?
-Sim.
-Posso te contar um segredo, e não quero que conte para o seu pai nem pra ninguém fica entre nós duas.
-Pode.
-Sou uma psicologa Cristã, entendo, e sei que o seu pai é o pastor.
-Você entende, que eu decepcionei ele. Neste momento a psicologa interviu dizendo assim.
-Calma flor, calma, calma, calma, pense no seu filho que lutou muito aí dentro, posso passar a mão?
E aquela moça passava a mão no ventre que ainda não parecia muito com o de uma mulher grávida.
Lara sorriu e disse: -Você é a primeira pessoa que pede para passar a mão no meu ventre e sorriu. -Sabe Lara. Lara? É esse o seu nome querida? Sabe tem muitas pessoas que dariam o mundo para ter uma vida aí dentro, valorize essa oportunidade de trazer um anjinho ao mundo.
-Você quer menino ou menina? -Se for um menino adoraria, sempre quis ter um menino. Mas o que vier ficarei feliz.
Mas doutora eu decepcionei muitas pessoas, eu menti, eu enganei, e eu fui precipitada, entreguei a um homem antes do casamento, e isto é errado segundo os preceitos bíblicos.
-É errado mesmo segundo os preceitos bíblicos, o que aconteceu, aconteceu. Se ficarmos nesta o inocente que esta aí dentro de você irá sofrer, negligenciar é tão errado quanto ter um filho sem ser casado. Lara, você precisa ser forte, quero te dar alta, pois penso que seu caso você pode se recuperar em casa, mas preciso de ter confiança em você.
-Sim, trás mais água.
-Melhor não, vou deixar você meia hora, só, vou pedir para suspender a medicação, endovenosa, e já te preparar para a alta, aproveitar essa cidade linda e rural, vai ver muitas vacas e cavalos e quando vir no hospital verá muitos alunos de medicina e recém formadas como eu cuidando de você.
Deixe eu ir, disse a doutora assinando uma plancheta, daqui meia hora seus pais vem aqui, vão conversar com você, qualquer coisa você aperta a campainha.
E foi saindo aquela doutora.
-É bom que passa a sedação menina você esta meio grogue flor, mas fique calma, agora é só alegria.
-Só alegria? Daqui a pouco vou encarar meus pais, será que a Lorena veio? Aí, meu Deus vou fechar meus olhos e orar, pois estou com muito medo...
#Lara acordou, e esta com medo de encarar seus pais, graças a Deus surgiu ajuda.... Doença psicossomática são dilemas interiores que acometem em algum trauma físico, por isto tratar o psicológico é necessário nestes casos.
Filhinho eu te amo

28 Acorde-me

    
Abro os meus olhos, sinto um formigar na minha perna, a minha boca também esta seca. fecho os olhos, estou sonhando, que lugar é esse? Espere aí não é sonho. É um hospital? Sim é um hospital.
-Meu filhinho, meu bebê, o que estou fazendo aqui? Onde esta tudo mundo? Que lugar silencioso, existe uma campainha para chamar a enfermeira, como todos os quartos de hospital, mas eu não consigo alcançar, meu braço formiga, eu não consigo falar... Minha mãe, mãe, olha aqui mãe por favor olhe aqui, estou com sede a boca esta seca, meu Deus o que eu estou fazendo neste quarto de hospital, meu filho ainda está em mim?
-Olho para o teto, e tudo volta a se embaçar, olho novamente para a campainha mas não consigo tocar... E a minha visão vai embaçando, e a sede vai tomando conta de mim, não consigo falar, queria gritar mas não consigo, fecho, os olhos, hospital o que estou fazendo aqui...


Filhinho eu te amo

22.2.17

27 Qual é a senha?

Capítulo 27
Capítulo 27
Qual é a senha?
O Telefone toca, atendo: -Oi amor, onde você estava? Sua mãe disse que você saiu ontem com a Lara, e ela me ligou preocupada, queria saber se eu conhecia o lugar onde você estava... Que alívio escutar a voz do André, ele me acalma.Preciso ver ele, preciso deitar no seu colo, preciso de carinho.
Fui muito precipitada, expus a minha amiga: -Coitada, ela estava grávida e correu, viveu fortes emoções e para finalizar pressionei ela. -Como eu sou uma pessoa ruim. Mas ela precisava contar o que lhe ocorrera pois estava vivendo de mentiras...
-André vem logo pra cá, preciso te ver, te beijar
-Calma amor, num pulo estou aí.
Minha mãe atrás da porta do meu quarto (como sempre): -E aí filha o que foi aquilo ontem? O que acontece com a sua amiga Lara que eu não posso saber?-Não hesitei e respondi o que me veio a cabeça : -Ela esta com anemia, -Meu Deus anemia? Ela anda tão magrinha, mas é estranho pois parece que ela esta inchada.
Mãe, ela esta internada, contei a ela o que ocorreu, omitindo muita coisa por que a Neide mãe da Lara pediu. O André vai vir aqui, a Senhora poderia fazer um lanche para o meu noivo?Vou conversar com ele na sala. Minha mãe gostou da ideia,- Faço sim, faço sim e foi saindo.Fui atrás e como suspeitava ela foi direto ao telefone. -Mãe, por favor não conte para ninguém da Lara, não quero que a minha amiga caia na boca do povo. -Nossa Lorena, só queria contar para a vizinha.-Vizinha?Sei!, por mim mãe fica entre nós. -Esta bom, Esta bom, vou fazer o seu lanche.
E tocou a campainha era o meu amor, recebi meu Andrezinho beijando ele. -E aí amor onde você foi com a Lara? Tua mãe falou que saiu de táxi com ela.Eu respondi o André do mesmo modo: -A Lara esta internada. Olhei para o André queria contar tudo a ele, mas era um assunto delicado. -Internada é? -Internada sim e com anemia. Falei do mesmo modo que contei a minha mãe, mas queria contar a verdade para ele, por outro lado tive medo da reação que ele poderia ter ao saber que a minha melhor amiga estava grávida, ele poderia falar mal da Lara ou até pensar que a menina vivia uma vida desregrada e fingia ser santinha. Tudo isto passava na minha mente, vai que sobra pra mim, vai que ele fica pensando que eu não me dou ao respeito? Não posso contar agora.Mas fiquei com uma pulga atrás da orelha do modo que ele falou:- Internada é? Senti ironia no tom de voz.
Fomos na sala, sentamos no sofá coloquei uma manta nos nossos pés, ele pegou na minha mão, iriamos assistir um filme gospel, precisava estar com ele.
-Nossa Lorena, você parece outra pessoa esses dias, eu te fiz alguma coisa? -Não amor é que fico preocupada com a Lara tenho ela como irmã. -Quer pipoca? -Quero Sim. -Então vou fazer e depois vamos comer um delicioso lanche. Fui e estourei a pipoca e estava levando o potão na mão, ao se aproximar vi que o André estava no celular e quando me viu rapidamente parou de mexer nele, ele estava bem atento e dava risadinhas. É claro que fiquei desconfiada. Continuamos assistindo o filme, a cada mordida na pipoca, estávamos tão concentrados que era possível escutar o mastigar na boca, olhava para o lado querendo decifrar os olhares do André, fiquei matutando sobre o que ele estava vendo no celular.
-Amor vou ir no banheiro. -Claro André, levantei e abracei ele e dei-lhe um beijo, ele retribuiu passando a mão nos meus cabelos, e quando estava terminando de fazer o carinho , discretamente passei a mão e tirando o celular do bolso dele derrubando, caiu na manta ele não sentiu a falta. E foi ao banheiro, eu fui correndo ver o que o André escondia no celular. Estava com senha e isto me deixou mais desconfiada ainda, ele nunca colocou senha, claro que nunca pedi para dar conferes no celular dele, não sou de ficar fuçando, respeito a privacidade dele. Mas senti fumaça e precisava averiguar, joguei no canto do sofá e continuei comendo a pipoca. Ele voltou tateando os móveis. -O que foi André? -Meu celular, a sim ele esta ali, e pegou no canto do sofá. Eu disse: -Nossa nem percebi (eu pensei). Você me paga, descubro a senha já, já e fiquei pensando como descobrir a senha e o filme acabou e fomos comer o lanche. -Lorena, você esta cada vez mais estranha. E olhei para a minha mãe que me olhava já desconfiada. -Nada não, é só preocupação com a Lara.

Filhinho eu te amo

25 O Pastor

    
Minha esposa Neide ficou lá no hospital com a nossa filha que dorme sedada. Já se passou um dia e ainda não acredito no que a Lorena nos contou ontem. -Minha filha grávida. A vida prega cada peça na gente. E a vida continua... E hoje será um dai bastante agitado, vou ir na escola da Lara justificar sua ausência, ainda bem que só faltam duas semanas para o termino das aulas. Como é a vida não é? Agora seria o momento da Lara decidir qual faculdade fazer, inscrever-se no vestibular, e ela esta no hospital lutando para manter vivo o meu netinho. Meu netinho, não me acostumo com essa novidade. Para ser sincero fico triste de saber que a minha filha será mãe solteira. Ontem liguei para aquele Tomás. Precisava ter uma conversa de homem para homem com aquele guri. Mas fiquei sabendo que ele não mora mais nesta cidade. Na escola justifiquei, a diretora disse que Lara já havia passado de ano, ela sempre gostou muito de estudar, este problema já estava resolvido.
-Agora vou passar na Igreja, afinal tenho meus compromissos como Pastor.
Na Igreja meu fiel conselheiro, o co-pastor (meu segundo) e ancião da igreja, veio e passou a minha agenda bastante atarefada por sinal. No dia haveria uma reunião entre as irmãs para decidir sobre a festa do Circulo de Oração, e fui nesta reunião, mas confesso, só de corpo presente.
-Pastor concorda com o nome deste pregador e destas duas cantoras? Olhei para o conselheiro que fez um gesto de consentimento, (ele era bom nisto) fiz um levantamento e soube que o pregador anda correto na sua igreja. Somente esta segunda cantora que não aconselho convidar. Disse o conselheiro, conversei com o pastor da congregação dela e ele me informou que ela esta com suspeita de adultério.
A líder do circulo de oração olhou curiosa e repetiu a informação:
-Adultério? E o conselheiro disse: -Sim, sigilo sobre isto, convide somente a primeira cantora e o restante que seja os cantores da nossa igreja.
A mulher do Circulo de oração olhava para mim, e eu, só pensava na Lara. -Que situação, daqui a pouco seria ela na boca do povo. Como proteger a minha filha? E outra, ela não pode passar nervosismo por recomendações médicas.
E a líder do Circulo de oração indagava-me: -Pastor o que você acha desta decisão? Respondi: -Acha sobre o que? Nem prestava a atenção nas decisões que estavam sendo expostas. Parei e pedi para explicarem tudo de novo, esforçava-me para prestar atenção na reunião desta vez.
-Sim, combinado deste modo, e virão essas pessoas e a festividades serão dois dias a igreja toda terá jantar. O caixa do evento será coberta pela tesouraria do templo. Foi um decisão sem pensar muito, o conselheiro ficou me observando surpreso com a decisão, Já as irmãs ficaram radiantes de felicidade, geralmente o caixa do departamento que cobre estes custos... Estava realmente sem cabeça para reuniões, mas mantive o meu parecer, sou a autoridade máxima desta igreja.
Logo depois fomos visitar alguns irmãos eu e o meu fiel conselheiro. Também ungimos alguns doentes, e finalizei o meu dia pastoral.
[26]
Já em casa iria fazer o que estava apreensivo que era: -Ligar para a minha irmã Iasmim, contando a novidade, e assim o fiz, contei tudo sobre o que estava ocorrendo, expliquei que ela precisava passar por um tratamento e o hospital universitário da cidade dela era perfeito, disse que ela precisava de tranquilidade e nós de discrição. Expliquei os pormenores que ela precisaria de ser acompanhada neste inicio de gravidez, não sei com que cara falava tudo aquilo para ela mas realmente era necessário, e nestas coisas sou objetivo. E ela ficou feliz, ela disse que para ela seria uma satisfação povoar aquela casa de gente. (minha irmã é solteira). Falei a ela que pagaria os custos da estadia da Lara, mas assim que ela melhorasse que a Iasmim colocasse a menina para trabalhar no seu atelier de costura, terminado de conversar e resolver isto liguei também para a Neide e contei que estava tudo certo, Lara iria passar a gravidez na casa da minha irmã Iasmim, minha esposa ficou feliz e disse que queria passar os primeiros dias com a Lara na nova cidade, concordei.
Neide me questionou sobre a Igreja e eu disse a ela que informaria por lá que a Lara se ausentaria para tratar sua saúde. Queria discrição não queria expor a minha filha. Terminado as ligações
-O melhor momento do meu dia! Tirei os sapatos alonguei as pernas deitando no meu confortável sofá. Liguei a Tv e o Dvd, estava a dias querendo ver um ensinador cujo qual recebera seu primeiro trabalho. Queria prestar atenção em alguma coisa. Me distanciar. E comecei a prestar a atenção nas sábias palavras e o assunto era tão interessante que nem observei o quanto tocava a campainha.
Fui atender era o meu conselheiro.
-Pastor, pastor... Assim que você saiu chegou a tão esperada correspondência...
-Chegou? falei sorrindo.
-Sim o formulário para preencher, isto oficializa você como o candidato para a presidência do conselho de pastores.
Não sei o que me deu. Fiquei tão feliz que acabei dando um: -Aleluias! Só eu e Deus sabíamos o quão feliz estava, eram cinco anos de dedicação e enfim o momento que esperava tanto!
Eu e o conselheiro sabíamos bem disto: -Receber o formulário significava que oficialmente era eu o candidato eu e certamente em outro lugar deste país outro pastor estava recebendo o tão sonhado formulário. Eram cinquenta porcento de chance de ser o Pastor Presidente, mas uma coisa era certa, era preencher o formulário e seria o candidato.
O conselheiro sorrindo, e vibrando comigo disse assim: -Você quer preencher agora o formulário, se assim fizer, amanha mesmo já retorno ele. Respondi: -Será? E ele respondeu-me: -Responda logo irmão, assim fica despreocupado, pois terá que viajar nestes dias não é? -Então fique aqui na sala aproveite e assista este abençoado. Vou no meu escritório já volto com o formulário preenchido.
No meu escritório comecei a efetuar a leitura do tão esperado formulário:
Leia e responda com toda a verdade que um servo de Deus pode expressar.
-Quantos tempo tens o teu ministério?
(esta é fácil) 15 anos
-Já foi disciplinado ou afastado em algum momento da sua vida cristã?
Não
-É batizado com o Espírito Santo?
Sim
-É dizimista?
Sim
Foram diversas perguntas até o tipo sanguíneo queriam saber...E veio a pergunta que arrepiou todos os pelos do meu braço:
-Você ou algum membro da sua família (filho, esposa) agem corretamente conforme os preceitos da nossa denominação evangélica?
[Sim] Descreva a atuação dos seus familiares no seu ministério
[Não] Se a resposta for não, infelizmente você não é apto para exercer o cargo pois o exemplo e o testemunho são tudo ao pastor presidente.
Ajoelhei ali mesmo e comecei a orar.... -Senhor Jesus amado o que responder? E a Lara na situação que está? Eu omito a informação, ou serei sincero e perderei a oportunidade de ser o pastor presidente. Meus cinco anos de preparo Pai! O que responder: -Sim? Não? Sim? Não? Pai amado ajude-me nesta decisão...
(prossegue)
#Ajude o desenvolvimento de livro votando e comentando, Deus abençoe a todos

Filhinho eu te amo

24 Uma notícia

    
Capítulo 24
Uma notícia
Aquele doutor, com sua roupa verde, e com aquele monitor cardíaco envolto ao seu pescoço veio ao nosso encontro. Minha filha, minha pequena, agora uma mulher, já era mãe pois uma criança estava dentro do seu corpo, essa criança tão frágil e indefesa dentro da sala do hospital ao lado. Minha pequena Lara, agora tudo faz sentido, as vertigens, as dores de cabeça, e a vez que saiu correndo no meio da jantar, e eu não entendia nada. Pensava que ela estava abalada pelo final do seu namoro. E o cochichos com a Lorena pra lá e pra cá, e as vezes que cortavam a conversa no meio. Eu sempre orava por ela . Todos os dias orava pela minha filha sabia que algo de estranho estava ocorrendo. Nem na igreja ela estava indo, e nem com a Lorena não queria sair.
Pensava: -Como a Lara esta abatida, como um amor pode fazer isto? E o tempo não passava. Já se passaram um mês do termino do namoro, e ela continuava estranha, até uma vez ela se trancou no banheiro e demorou, muito tempo por lá. Os sinais estavam na minha frente e eu não prestava atenção.
-Dona Neide, desculpe-me pelo que fiz, eu provoquei tudo isto. Falava Lorena que impaciente ficava dando círculos naquela sala, olhando para baixo, para ela era mais real tudo, pois ela sabia que Lara estava sofrendo... Minha filha , seria vó. Mas ela sempre soube que somos evangélicos, e vivemos nos preceitos Cristãos, mas mesmo que não fossemos, um filho, é algo que consolida um amor, um casamento, é algo natural de um relacionamento, sempre disse isto a Ela.
-Lorena, você é amiga, mas não é responsável pelos atos da Lara, tudo na vida há consequência, sejam boas, sejam más, Lara fez as suas escolhas. E chorava, mas o inocente não tem culpa.
-Você e você o que são da Lara? Ela é a mãe, e eu sou uma amiga intima. O médico com um tom apreensível disse: -Você se importa de esperar na sala ao lado.. Gostaria de falar somente com os pais sobre o estado de saúde da filha deles.
E a Lorena foi, cabisbaixa, se culpava do estado de saúde da amiga.
E só nós três, olhava para aquele médico, os segundos que ele lia e assinava papeis, e eu e o meu esposo esperando.... E toca o celular do meu esposo. -Quem seria? Ele vai atender? Mas o médico vai falar o estado de saúde da nossa filha não acredito no que estou vendo:
-Desculpe Neide é bem rapidinho é o meu conselheiro, já volto. Agora estou sozinha com o médico.
Ele já volta? Eu preciso continuar com o meu serviço por aqui.
-Sim doutor ele já volta... E olhava o doutor, para ele era normal qual quer que fosse a noticia, aquele ar frio, faz parte da profissão, eles lidam com a vida e com a morte na mesma proporção. E o doutor continuava. A moça deu muita sorte, o atendimento foi recorde, da chamada ao internamento foram acredite 12 minutos... Mas... Bom vamos esperar seu esposo...
Posso te adiantar isto: -A menina estava vivendo um stress emocional muito grande, vocês como pais sabem disto, e o pai da criança onde esta?
A dona Neide ficou super sem graça não sabia o que dizer, e depois de um tempo disse: -Nós não sabíamos que ela estava grávida, ela estava escondendo seu estado de nós.
Entendo, você é mãe, sabe o quão importante é os primeiros meses de gravidez, vamos deixar qualquer fator moral para o lado de fora desta porta, pois aqui eu trato de saúde. E o que fizeram com essa menina foi muita crueldade com uma moça que está gravida. Não entendo doutor, crueldade, nós nunca maltratamos ela...
E chegou o pai da Lara, -Pronto, desculpe realmente era muito importante a ligação era sobre o conselho amor. Dona Neide olhava ao esposo com olhar de reprovação, não era hora nem momento de observar outra coisa , o que era realmente importante: -A saúde da Lara e do seu filhinho.
Tenho uma boa notícia e uma má noticia. Não gosto de rodeios, quero antes de mais nada que vocês como avós e pais prestassem bem atenção. Dona Neide esboçou um sorriso. O pastor cauteloso escutava.
A boa é que graças a Deus conseguimos salvar a criança, agradeçam a Deus pelo ótimo atendimento dos bombeiros fizeram toda a diferença. A má noticia que tivemos que sedar a menina, a paciente terá impulsos de forçar o aborto natural, ela teve um trauma muito grande recentemente, observei que ela teve um esforço e esta com as mãos machucadas. Agora olhava fixamente para a Neide, a menina esta grávida, precisa de cuidados extremos daqui para a frente se é que vocês queiram salvar a vida do neto de vocês.
-Não sei o que esta acontecendo na família de vocês, o meu trabalho é manter a vida, e por isto a Lara ficará sedada por dois dias, sem acesso a visitas ela precisa descansar para evitar que o próprio corpo dela provoque este aborto. E você mamãe... Olhava novamente para Neide, sua filha esta com anemia, você deve de se lembrar que uma mulher grávida precisa tomar vitaminas especificas, e a alimentação deve ser balanceada. Penso que essa coitada estava se alimentando muito mal. Agora Neide chorava de remorsos, pois realmente a Lara estava vivendo de pão, no quarto. Neide pensava em não se intrometer, era caso de amor mal resolvido, enganava-se por sí só.
Esta aqui. Deu uma receita, que o pai da Lara lia e não entendia.
-Isto é uma receita?
-Não é um encaminhamento, assim que liberarmos a menina é para ser internada e acompanhada em uma clinica especializada em casos como o dela. Escolham uma ondem vocês acharem conveniente, eu aconselharia nesta cidade, um hospital universitário, eles tratam do caso da Lara com os melhores médicos da região. O médico deu uma revista que o Pai da Lara leu, sim a cidade não lhe era estranha, ele cresceu nesta cidade, ficando apenas uma irmã por lá... O pastor pensava e raciocinava o que fazer...
Se vocês tem interesse em salvar o neto de vocês, procurem levar ela para esta clinica, ou outra se assim o desejar, na literatura médica relata que ela terá pequenos abortos espontâneos logo após este, então: Se ela esta vivendo uma situação de trauma por qualquer coisa que seja o melhor é afasta-la desta situação. Vocês tem dois dias para decidirem o que fazer. O meu trabalho é alertar e demonstrar a principal alternativa. Na nossa cidade não existe hospital especializado em tratamento deste tipo de caso. Logo após a sedação o ideal é que ela seja acompanhada de perto. E estão terminantemente proibidos de trazerem a paciente qualquer tipo de informação que agrave o estado de saúde dela, pois uma hemorragia pode levar a morte dela e da frágil criança. Agora com licença que o dever me chama. brilhava uma discreta luz na escrivaninha do doutor.
O doutor saiu, e pediu para a enfermeira acompanhar os dois para a sala de espera...
O silêncio tomou conta do local. Lara sedada, e os seus pais não sabendo o que fazer, Lorena foi com muito custo dispensada pela dona Neide, o Pastor pediu para Lorena não contar a ninguém sobre a gravidez da Lara. O pai da Lara andava pra lá e pra cá estava muito apreensivo, dona Neide sentada no sofá duro e frio do hospital orava... e o tempo passava...
# Todo este esforço para encobrir a gravidez, deixou Lara tensa, que acarretou numa situação extrema, e quase houve o aborto espontâneo. Como Lara irá encarar seus pais? E eles vão reagir como? Não percam os próximos capítulos...

Filhinho eu te amo

Postagem em destaque

Atitude racista afasta William Waack

William Waack Um vídeo que circulou nas redes socais nesta quarta-feira em que o apresentador William Waack, do Jornal da Globo, aparece...