Pesquisar este blog

Translate

23.2.17

29 Ajuda

    
Capítulo 29
Ajuda
Sou o pastor da minha igreja e já são 15 anos cuidando com amor e carinho, nela, minha filha cresceu, nela criei vínculos de amizades e todos conhecem minha vida e sou muito bem visto nela.
Minha filha é a regente do grupo de jovens, e agora também passa mensagem, minha esposa ajuda e muito as irmãs do circulo de oração. Estou dividido entre duas notícias que fizeram meu cotidiano certinho mudar totalmente.
-Minha filha esta grávida, e o seu namorado largou dela, e para piorar esta internada neste hospital com uma crise nervosa que pode acarretar na perda da criança que ainda se forma no seu ventre.
-Meu conselheiro trouxe ontem o tão sonhado formulário para eu preencher, onde a ultima questão, pos em questão diversos valores que tive que colocar em xeque e tomar uma decisão.
-Sou um pastor, um conselheiro, uma pessoa que deve ser serena e calma e ajudar as ovelhas que tanto precisam. Mas quando quem precisa de ajuda sou eu? Minha família com esta notícia da Lara estar grávida, muitas coisas irão mudar como será o nosso futuro?
-Sempre disse as moças e aos moços que devem se guardar até casar-se e aí então ter a relação intima como a Bíblia nos ensina. E a minha filha, a pessoa que mais precisava estar atento, sim, com ela ocorreu, e ela esta grávida...
Mas é uma vida, e ela esta do outro lado desta porta, já estamos na cidade onde mora minha irmã, ela já esta acomodada, e esperando para ter uma conversa com uma psicologa aqui deste hospital.
-Amor, a psicologa quer conversar com nós dois, disse minha amada Neide. Psicologa?
E apareceu a mulher muito bem vestida, com um semblante de estudiosa me analisou dos pés a cabeça, deu uma olhada sem graça para a minha esposa, e disse:
-Vamos a minha sala precisamos conversar, sua filha já esta sedada por muito tempo, e pararam de aplicar os medicamentos nela, ela já esta voltando a sua lucidez normal e para isto precisamos colocar os pontos em ordem, minha especialidade é conflito familiar.
E acompanhava-nos pelos corredores estreitos daquele hospital modelo, o silencio prevalecia, via-se uma enfermeira aqui, e uma camareira ali, tudo silenciosamente.
-Nosso hospital é especializado em tratamentos como o da Lara, que sofre de um trauma psicossomático que esta acarretando ao organismo dela a rejeição e o aborto expontaneo. Sentem.
Ficamos sentados ela na frente da sua mesa, eu e a Neide olhava-nos a ela, ela sorriu e voltou a ficar séria, colocou os braços afim de apoiar o queixo e olhava e não falava nada.
-Gostaria de ajudar, o caso da sua filha é grave, e a minha responsabilidade é preservar a vida, tanto a dela quanto do neto de vocês dois.
-Parabéns vocês vão ser avós! Já pararam para observar isto? Ela fazia perguntas afim de provocar em nós reações cuja qual ela iria trabalhar, já imaginara.Ela era uma psicologa.
-Sim.
-Sim, que resposta conservadora pastor, como você se sente em saber que a sua filha esta grávida e é solteira? E sem namorado, isto te constrange de algum modo. Sei que você sabe argumentar muito bem pois é um pastor, mas preciso ser rápido com vocês dois pois terei que conversar com a sua filha essa sim precisa de cuidados especiais, vocês dois algumas readequações para respeitar a doença que acarretou a sua filha esse estado crítico de saúde.
Realmente ela me desarmou, senti um calafrio, minha esposa Neide olhou e chorou.
-Doutora ajude minha filhinha eu amo ela e precisamos da sua ajuda.
A psicologa olhava com um olhar incisivo parecia querer ler meus pensamentos não sabia o que responder, só pensava no formulário e no que assinei.
-Como você trata a sua filha pastor? -Com amor e carinho psicologa. E se ela errar você vai condenar ela? -Não eu não condeno ninguém, -Desculpe deixe eu reformular, você irá criticar ela? Sim, criticarei sou pai, ela é uma membra da igreja também sofrerá punições é assim que deve ser.
-Chegamos ao ponto importante a ser tratado.disse a psicologa.
Ela errou, sei e conheço os preceitos Cristãos, mas ela esta sofrendo e este sofrimento é interior e acarretou no trauma que a fez ficar sedada ali ao lado. -Antes de qualquer coisa duas pessoas estão ali dentro, sua filha e o seu neto. Seja o bom pastor com ela daqui pra frente!
E observei que você assusta sua filha, sua rigidez faz dela uma frágil pessoa ainda mais quando grávida que os hormônios e as emoções faz de nós mulheres mais vulneráveis, seja amoroso com ela o que quer que tenha que fazer com ela, nesta vida social que vocês vivem, seja ameno, seja um bom pastor, a ovelha é a sua filha.
E a luz tocava, ela atendeu o telefone.
-É a sua filha esta voltando, vou ter uma longa conversa, fazer ela voltar as suas emoções peço para já agilizarem o lugar onde ela irá ficar pois o caso dela não é de ficar internada, é de ser compreendida.
-Vou conversar com ela, logo após vocês dois, vou ter que mediar a conversa, pois o quadro que foi relatado é que a mesma estava apavorada, o pavor agrava, estou aqui para tranquilizar e retornar a vida sua frágil filha então quando chamar vocês dois já estão avisados.
Levantou-se aquela psicologa, severa e grossa, mas senti nela confiança, era um conselheiro que agora precisava de conselhos, e Deus capacitou essa moça para ajudar-nos que Deus guie ela.
***
-Esta moça esta sofrendo e precisa de cuidados e atenção, duas vidas estão em jogo, não disse ao pastor mas sou uma psicologa cristã, fui escalada por conta da particuliaridade do caso, mas valores a parte, não se pode pressionar uma pessoa a ponto dela querer se auto destruir, estudei para apaziguar esses mundos conturbados, a menina terá vários desafios, estou aqui para ajudar.
Abro a porta e ela abre aos poucos os olhos, olha e fala:-Mãe, por favor, me perdoooa.
-Calma Lara, não sou sua mãe você esta no hospital, estou aqui para ajudar você e o seu filhinho querida.
-Meu filhinho, Glória a Deus, ele esta aqui dentro de mim?
-Sim linda, você é mamãe, ele esta crescendo aí dentro flor.
-É, e aquele sangue? senti sangue nas minhas pernas, senti que meu filhinho estava indo embora.
-Não amor, foi só um susto já passou, ele esta aí dentro.
-Posso tocar no seu ventre? Poodê..quem é você?
-Sou uma doutora, na verdade minha especialidade é psicologia e cuido de doenças psicossomáticas.
-Psico o que? pode me dar um pouco de água estou com sede.
-Posso sim, você esta bem, esta descansando, essa sede é natural, mas terá que tomar só um pouco de água, senão você pode vomitar. E sabe né menina qualquer esforço abdominal não é bom você esta se recuperando.
Depois de molhar a boca Lara fala: -Meu pai esta aqui também?
-Sim ele esta do outro lado, em uma sala de espera, sua mãe, e parece que uma tia sua também esta vindo aqui.
-Como?
-A desculpe, você esta em uma cidade do interior, foi transferida pois sua gravidez precisa de cuidados especiais de agora em diante, e este hospital é modelo para o seu caso. Você quer conversar com seus pais? Ou quer descansar?
-Eu não quero conversar com meu pai tenho medo, ele vai ficar muito bravo comigo. Fiz algo errado.
-Errado? A sim, você é evangélica?
-Sim.
-Posso te contar um segredo, e não quero que conte para o seu pai nem pra ninguém fica entre nós duas.
-Pode.
-Sou uma psicologa Cristã, entendo, e sei que o seu pai é o pastor.
-Você entende, que eu decepcionei ele. Neste momento a psicologa interviu dizendo assim.
-Calma flor, calma, calma, calma, pense no seu filho que lutou muito aí dentro, posso passar a mão?
E aquela moça passava a mão no ventre que ainda não parecia muito com o de uma mulher grávida.
Lara sorriu e disse: -Você é a primeira pessoa que pede para passar a mão no meu ventre e sorriu. -Sabe Lara. Lara? É esse o seu nome querida? Sabe tem muitas pessoas que dariam o mundo para ter uma vida aí dentro, valorize essa oportunidade de trazer um anjinho ao mundo.
-Você quer menino ou menina? -Se for um menino adoraria, sempre quis ter um menino. Mas o que vier ficarei feliz.
Mas doutora eu decepcionei muitas pessoas, eu menti, eu enganei, e eu fui precipitada, entreguei a um homem antes do casamento, e isto é errado segundo os preceitos bíblicos.
-É errado mesmo segundo os preceitos bíblicos, o que aconteceu, aconteceu. Se ficarmos nesta o inocente que esta aí dentro de você irá sofrer, negligenciar é tão errado quanto ter um filho sem ser casado. Lara, você precisa ser forte, quero te dar alta, pois penso que seu caso você pode se recuperar em casa, mas preciso de ter confiança em você.
-Sim, trás mais água.
-Melhor não, vou deixar você meia hora, só, vou pedir para suspender a medicação, endovenosa, e já te preparar para a alta, aproveitar essa cidade linda e rural, vai ver muitas vacas e cavalos e quando vir no hospital verá muitos alunos de medicina e recém formadas como eu cuidando de você.
Deixe eu ir, disse a doutora assinando uma plancheta, daqui meia hora seus pais vem aqui, vão conversar com você, qualquer coisa você aperta a campainha.
E foi saindo aquela doutora.
-É bom que passa a sedação menina você esta meio grogue flor, mas fique calma, agora é só alegria.
-Só alegria? Daqui a pouco vou encarar meus pais, será que a Lorena veio? Aí, meu Deus vou fechar meus olhos e orar, pois estou com muito medo...
#Lara acordou, e esta com medo de encarar seus pais, graças a Deus surgiu ajuda.... Doença psicossomática são dilemas interiores que acometem em algum trauma físico, por isto tratar o psicológico é necessário nestes casos.
Filhinho eu te amo

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

O grito de uma Professora

DILACERADA Estou dilacerada. Aconteceu assim: Ele estava com o livro sobre as pernas e eu pedi: - Coloque seu livro sobre a...